Bambuí lança Atlas das Grandes Cavernas do Brasil

CONVITE LIVRO 1

O Grupo Bambuí está lançando este mês uma nova publicação para a espeleologia brasileira: CAVERNAS, ATLAS DO BRASIL SUBTERRÂNEO.

A obra é resultado não somente da atualização da Edição “As Grandes Cavernas do Brasil”, datada de 2001, mas de um largo trabalho de novas pesquisas, coleta de dados e topografias realizadas desde a última coleção, há quase vinte anos.

Este novo livro também expande a lista das maiores cavernas do país destacando as mais relevantes em outras litologias. O resultado está organizado em 340 páginas coloridas com fotos, mapas, dados e históricos de cada uma das mais importantes cavernas do Brasil.

A ideia da nova publicação surgiu em 2012. De lá para cá, um longo e árduo trabalho foi realizado. De novos levantamentos históricos à expedições realizadas nas maiores e mais distantes cavernas do país.

O trabalho também não se restringe somente aos autores ou ao grupo, mas representa a atuação de toda uma comunidade espeleológica brasileira atuante e comprometida na documentação e preservação do seu patrimônio espeleológico. É resultado, portanto, da colaboração de inúmeros espeleólogos de diferentes especialidades, grupos e estados do Brasil.

Pré-compras pode ser feitas pelo e-mail:
O valor é R$150,00, pode ser comprado direto no dia do lançamento (8/06) ou por pedidos no e mail: atlasbambui2019@gmail.com

Término das escaladas na Ribeirãozinho III, em Bulha D’água, PETAR

Neste último Sábado estivemos em Bulha D’água para dar andamento nas atividades dentro da caverna Ribeirãozinho III.

O objetivo era dar continuidade às explorações e topografar os novos condutos fósseis encontrados após uma escalada subterrânea concluída em duas etapas anteriores. A expectativa era grande, pois a empreitada poderia significar uma conexão histórica entre a Ribeirãozinho III e o Abismo Los 3 Amigos. Estiveram na viagem 4 espeleólogos do Bambuí (Alexandre Camargo – Iscoti, Roberto Brandi, Fabio Von Tein e Daniel Menin) além da Claudete (esposa do Brandi) e do Zé Guapiara.

Após cerca de 200m de novas e amplas galerias superiores, e das chances de conexão ficarem restritas a passagens estreitas e arriscadas entre blocos instáveis a equipe deu por encerrada a tentativa, recolhendo os equipamentos deixados nas últimas viagens e retornando a casa de pesquisa.

Em breve publicaremos o mapa da caverna e das novas áreas exploradas.

Quem quiser saber mais e ver imagens sobre a aventura, todas as saídas foram relatadas no blog TerraSub.

Bulha_Abril13-passagem3 Bulha_Abril13-rappel5 Bulha_Abril13-salao1 Bulha_Abril13-Turma - Versão 2